Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2019/2020

Escola

Centro de Emprego e Formação Profissional de Beja - Aljustrel

Exposição de motivos

As medidas que nós apresentamos têm como objetivo serem impactantes e terem uma ação continuada no futuro. Pretendemos que as medidas no âmbito da consciencialização venham a conseguir atingir os jovens e evitar que se tornem vítimas ou agressores. Estas ações devem "falar a linguagem dos jovens" e devem ser pensadas no sentido de conseguirem aceder a todos, respeitando os seus gostos e a sua estética. Num mundo em que as vítimas são uma nota de rodapé e os agressores ocupam as primeiras páginas, pretendemos celebrar e valorizar a coragem daquelas e daqueles que conseguem quebrar o ciclo da agressão e violência. Defendemos alterações legislativas no sentido de, não só agravar as penas dos reincidentes na violência, mas também de propiciar a quem foge de um dia-a-dia de terror condições para que possam sentir-se em segurança. Pretendemos que as forças de segurança estejam melhor preparadas para o combate a este crime e que as vítimas sintam, ao denunciar os agressores, que se estão a colocar numa situação de segurança efetiva. Defendemos que o Estado, através do Sistema Nacional de Saúde, deve proporcionar recursos técnicos que permitam apoio psicológico às vítimas de violência. "A educação é a arma mais eficaz de que dispomos para mudar o mundo". A frase é de Nelson Mandela. Concordamos que a escola tem um papel fundamental na mudança das mentalidades, por isso as nossas propostas focam muito esta questão tal como o papel do Estado na garantia de segurança a todos os cidadãos quer em espaços públicos, mas também dentro da sua própria casa.

Medida proposta 1.:

Campanha a nível nacional de consciencialização dos jovens em relação à violência doméstica, envolvendo as escolas e com forte presença nas redes sociais.

Medida proposta 2.:

Reformas legislativas que propiciem às vítimas um tratamento mais humano e mais segurança.

Medida proposta 3.:

Resposta estatal a nível de formação e atribuição de recursos a organismos públicos nas áreas da segurança e da saúde para melhor resposta à problemática.