Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2019/2020

Escola

Escola Profissional de S. Jorge

Exposição de motivos

A Violência Doméstica e no Namoro é um tema que nos últimos anos tem sido alvo de muita atenção, quer pela comunicação social, quer pelos Orgãos Governativos. Esta problemática não é recente, pelo contrário tem raízes muito profundas, muitas vezes camufladas pelo medo e pela vergonha. A Violência Doméstica e no Namoro não tem sexo, religião, idade, estatuto social. A Violência Doméstica e no Namoro é um crime, que pode chegar a todos. Muitas vezes, este crime é praticado mais perto do que aquilo que possamos imaginar, pode estar escondido na nossa família, amigos e vizinhos, sem que com a devida atenção e cuidado nos passe ao lado. Por essa razão, acreditamos que o melhor passo a seguir seja a prevenção, identificação e proteção. Se as vitimas estiverem informadas e protegidas, este poderá ser o primeiro passo para a identificação do/a agressor/a. A violência está muito além das ofensas físicas, as ofensas psicológicas muitas vezes são as mais difíceis de tratar. Este crime tem de ser encarado como " um efeito de bola de neve", que começa aos poucos, com sinais quase imperceptíveis, mas que acaba por ter desfechos graves, como a morte ou mesmo passar de geração em geração, pois tendemos a repetir o que vemos e achamos que é natural.

Medida proposta 1.:

Criação de ações de formação e palestras, quer em ambiente escolar, quer pelas comunidades, que visem a identificação de focos de violência, assim como a mudança de hábitos e mentalidades. Estas formações/palestras terão como oradores especialistas na área e sempre que possível testemunhos de vitimas.

Medida proposta 2.:

Implementação de uma disciplina/módulo escolar especifico da Violência Doméstica e no Namoro. Esta disciplina/módulo será ministrado por formadores habilitados e terá como objetivo a prevenção à violência.

Medida proposta 3.:

Campanhas de sensibilização da população em geral, mostrando que a denuncia é anónima e que todos temos o dever de denunciar e ajudar.