Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2019/2020

Escola

Escola Tecnológica e Profissional de Sicó (Deleg.)

Exposição de motivos

O medo da vítima por represálias do agressor após o conhecimento de que apresentou queixa é muito comum. A vítima não se sente protegida até que aja uma coação real ao agressor. Entendemos que deve haver mais apoio protecional para que a pessoa-vítima não se sinta desamparada e não se arrependa da queixa. A aposta na aulas de cidadania mais focadas na violência entre iguais, na importância dos limites entre familiares e no respeito, entendimento do que são abusos físicos e psicológicos. Entendemos que não deve ser a vítima a sair do seu lar, deixar o seu emprego, a sua família e os seus bens para se refugiar numa casa em segurança, mas sim o acusado de agressor.

Medida proposta 1.:

Suporte judicial e protecional à vítima a partir da primeira queixa.

Medida proposta 2.:

Sensibilização ao tema nas escolas desde o 2ºciclo.

Medida proposta 3.:

Criação de espaços para o agressor viver enquanto se aguarda o término do processo.