Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2019/2020

Escola

Escola Secundária de Estarreja

Exposição de motivos

- As medidas apresentadas assentam no pressuposto de que a Educação é a "arma" mais poderosa na formação e modificação de formas de pensar e de agir; - A aposta na (in)formção ao longo da vida escolar ( no decurso do ensino básico) resulta da convição de que é essencial investir o mais cedo possível na (in)formação, dado que o impacto das vivências é muito mais significativo quando nos estamos a formar. para além disso, é mais difícil alterar comportamentos do que investir a nível da formação dos mesmos; - A proposta de dinâmicas de grupo geradoras de situações que possibilitem trabalhar competências relacionais resulta da crença ( fundamentada na experiência vivida ) de que a teorização dos temas é muito menos eficiente que a sua "teatrealização", sobretudo numa idade em que o concreto tende a imperar face a análises abstratas; - As medidas terapêuticas propostas resultam da convicção de que os agressores também são de algum modo vítimas que necessitam de ajuda para alterar a sua mundividência e atitude face a si e aos outros. Para bem de todos; - As medidas de acompanhamento das vitimas e agressores resulta da consciência dos impactos do flagelo da violência nas suas múltiplas e subtis formas de expressão, exigem uma atenção maior por parte de equipas multidisciplinares - professores, psicólogos, associações de pais, médicos, comissões de proteção de Jovens em risco...- de modo a promover uma revolução cultural capaz de garantir uma vida em harmonia, equilíbrio e beleza.

Medida proposta 1.:

- Medida Educacional preventiva: Formação cívica a partir do 1ºciclo, por meio da implementação de dinâmicas relacionais com o objetivo de promover a apropriação de uma linguagem convivencial Humanizante;

Medida proposta 2.:

- Medida Educacional Terapêutica: (re)educação dos agressores nos estabelecimentos onde cumprem pena, de forma a promover uma (re)aprendizagem capaz de garantir uma mudança duradoura em termos cognitivos e comportamentais;

Medida proposta 3.:

- Medida Educacional de acompanhamento: Existência de equipas especializadas em acompanhamento, cuidado e promoção da saúde mental e social. Tais equipas técnicas deverão identificar, monitorizar e acompanhar as vítimas e/ou agressores, com o objetivo de promover a (re)construção de uma cultura da não- violência. Para tal, é essencial investir no trabalho de um maior número de profissionais distribuídos por todo o país, com meios de intervenção discreta , mas eficaz.