Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2019/2020

Escola

ES da Ribeira Grande

Exposição de motivos

1. Apesar da existência de um contraste significativo entre o número de vítimas dos géneros masculino e feminino, esta é uma situação da atualidade, por isso, pretendemos aumentar o número de casas-abrigo (a nível insular e nacional), uma vez que só se verifica a existência de uma casa-abrigo localizada no Algarve. 2. Aumentar o número de palestras de sensibilização em locais de função pública. Achamos que abordar temas como este é, de facto, importante e que as palestras e sensibilizações irão esclarecer e sensibilizar muitos jovens e, consequentemente, diminuir os casos de violência doméstica e no namoro e/ou, pelo menos, ajudar muitas vítimas. Com a realização desta medida pretende-se levar à reflexão e retirada de dúvidas relacionadas com o tema. 3. Através de parcerias com as empresas de telecomunicações, visamos incluir no default, bem como em estações telefónicas públicas, contactos tais como: instituições protetoras destas situações presentes na atualidade, cujas ligações sejam gratuitas; de modo que todas as vítimas estejam aptas a satisfazer as suas necessidades.

Medida proposta 1.:

Promover a criação de casas-abrigo adaptadas tanto à região, como a indivíduos do género masculino.

Medida proposta 2.:

Aumentar o número de palestras e sensibilizações em lugares da função pública mais frequentados.

Medida proposta 3.:

Através do auxílio das telecomunicações, pretendemos disponibilizar a todas as vítimas um apoio telefónico a nível individual e/ou coletivo/público.