Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2019/2020

Escola

EB2,3/S Cardeal Costa Nunes

Exposição de motivos

A violência doméstica e no namoro são uma realidade que nos faz parar e pensar e, como diz João Paulo II, “A violência destrói o que ela pretende defender: a dignidade da vida, a liberdade do ser humano!”. As medidas que elaboramos têm como finalidade não só a prevenção, como também a busca de soluções. Por vezes perdemos muito tempo com pequenas medidas que melhorem a vida daqueles que são sujeitos a violência. Para além de nos preocuparmos com as vítimas, temos de nos preocupar com a erradicação daqueles que produzem as vítimas. Será necessário que se mudem as mentalidades para que este problema social seja erradicado, até porque em muitos casos acaba em mortes trágicas e evitáveis. Mudar as mentalidades entre os jovens será uma forma de começar a resolver este flagelo.

Medida proposta 1.:

Criação de programas escolares periódicos, coordenados e dinamizados pelos serviços de psicologia das respetivas escolas. Os psicólogos poderão contribuir para a mudança de mentalidades, ao mesmo tempo que alertam os jovens para a violência no namoro e doméstica.

Medida proposta 2.:

Maior divulgação dos métodos de apoio, através de vários meios (palestras, cartazes, panfletos …), desmistificando e esclarecendo os jovens, mas também toda a sociedade.

Medida proposta 3.:

Criação de um grupo de profissionais de ação social encarregues da proteção das vítimas após as denuncias, pelo menos um em cada ilha ou distrito.