Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2019/2020

Escola

Agrupamento de Escolas de Ovar

Exposição de motivos

medida 1 - Nas escolas deveria existir um gabinete com uma equipa de psicólogos / terapeutas para apoiar os alunos, professores e funcionários, de forma a ultrapassarem os traumas que os afetam/afetaram. Objetivos: • Divulgar informações acerca dos diversos tipos de violência, através da visualização de filmes e materiais interativos, • Recolher perguntas anónimas sobre problemas vividos ou preocupações sentidas pelos alunos, colocadas numa caixa no polivalente; • Dar respostas a todas as perguntas num cartaz colocado junto à caixa; • Promover a realização de palestras com especialistas (psicólogos; assistentes sociais; agentes da PSP; médicos; enfermeiros ) para dar resposta a todas as perguntas feitas e esclarecer dúvidas sobre o tema abordado. Justificação: A criação deste Gabinete de Apoio ao Aluno atuará em parceria com a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens e pretende dotar as crianças e jovens de conhecimentos e valores que os ajudem a fazer opções e a tomar as decisões certas que levam ao seu bem-estar. A caixa das perguntas vai permitir que os alunos coloquem as suas dúvidas sem o receio de serem identificados, tornando as suas perguntas mais sinceras. Medida2-No tempo que existe entre a queixa e o julgamento o agressor tem que ser controlado pelas autoridades para evitar repetições das agressões. Objetivos: • Propor uma lei que torne mais rápida e eficaz a justiça; • Aumentar a proteção à vítima; • Permitir um maior controlo do agressor; • Evitar a repetição de agressões. Justificação: Têm sido registado, ao longo dos anos, diversos casos em que o agressor volta a agredir a vítima e ocorrendo mesmo situações de homicídio. Assim, os arguidos ficariam com uma pulseira eletrónica à espera do julgamento, mantendo assim a vítima em segurança, pois sabia-se sempre onde ele estava. medida 3- Por norma, crianças e adolescentes que presenciam estas situações de violência, costumam apresentar comportamentos violentos ou vir a cometê-los no futuro em relação em que estejam envolvidos. Objetivos: • Saber mais acerca da violência doméstica e do seu impacto em crianças e adolescentes; • Reconhecer os sinais de alerta em jovens vítimas de violência; • Aprender formas de apoiar as vítimas; • Oferecer apoio e informação acerca dos recursos disponíveis. Justificação: O tratamento deste tema nas aulas de Cidadania e Desenvolvimento permitirá promover nos alunos as relações interpessoais, nomeadamente o respeito pelos outros; ensinar a resolução de conflitos; incentivar comportamentos respeitosos e de igualdade entre homens e mulheres; promover a cooperação e reduzir a competição. Com a colaboração de Psicólogos e de outros técnicos, as aulas dedicadas a esta temática poderiam ter por base experiências e atividades positivas que promovessem, junto dos alunos, a segurança, a autoestima e aprendizagem.

Medida proposta 1.:

Criação de um gabinete na escola de apoio à Vítima.

Medida proposta 2.:

Criação de uma lei que permita um melhor controle do agressor

Medida proposta 3.:

Tema obrigatório na disciplina de Cidadania e Desenvolvimento para evitar futuros agressores.