Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2019/2020

Escola

Escola Básica de Gualtar, Braga

Exposição de motivos

1.Com a Planificação de uma unidade Curricular/programa Educativo a iniciar no 1º ciclo pretende-se proporcionar uma consciencialização para o problema e promover aquisição de competências pessoais e sociais, nomeadamente a capacitação e o desenvolvimento de habilidades emocionais que permitam aos jovens compreender e agir em situações agressão. Tudo é uma questão de educação. A grande mudança que se espera, parte do princípio que a educação pode mudar o mundo. Com esta medida estamos a prevenir todo o tipo de violência e promover a cidadania. 2. Com a Criação/reformulação de associações de apoio à vitima que integrem na sua orgânica, pessoas que já tenham sido alvo de agressão e conseguiram ultrapassar o problema, pretende-se que com o seu testemunho, a sua experiência encorajem as vitimas a agir, de forma a solicitar apoio. Este apoio deverá ser disponibilizada de forma permanente. 3.Com a criação de equipas multidisciplinares (policia criminal,ministério público, saúde, psicologia, outros) de apoio à vitima e ao agressor, pretende-se que, com este apoio ajudem a vitima a ultrapassar/resolver a situação da melhor forma possível, permitindo-lhe refazer a sua vida. Relativamente ao agressor, não basta a punição, este também deverá ser sujeito a um plano multidisciplinar que permita a recuperação de competências pessoais e sociais e ao mesmo tempo a sua monitorização, evitando possíveis reincidências.

Medida proposta 1.:

1.Criação de uma unidade curricular/programa educativo a iniciar no 1º ciclo para proporcionar uma consciencialização para o problema e o desenvolvimento e a capacitação de competências sociais e pessoais.

Medida proposta 2.:

2.Criação/reformulação de associações de apoio à vitima que integrem vitimas que conseguiram ultrapassar o problema.

Medida proposta 3.:

3.Criação de equipas multidisciplinares (policia criminal,ministério público, saúde, psicologia, outros).