Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2019/2020

Escola

Escola Básica e Secundária de Cabeceiras de Basto

Exposição de motivos

O tema "Violência doméstica/no namoro" afeta qualquer geração, independentemente da escolaridade, profissão, vivências/experiências pessoais, religião, estatuto social de cada um. Os dados estatísticos provam isso mesmo. Estamos no século XXI e anseia-se que a Humanidade evolua em valores como o respeito pela dignidade humana, compreensão e liberdade do outro, igualdade e tolerância. No entanto, os números atestam que ainda há um longo caminho a percorrer para que se atinjam na plenitude esses valores tão básicos e necessários ao bom funcionamento da sociedade. Os jovens de hoje, adultos de amanhã, sensibilizados pela temática e pelos números reais de casos explicitados diariamente nos meios de comunicação social, apresentaram propostas, súmulas de intensos debates, palestras promovidas na escola. Essas propostas poderão contribuir para alterar mentalidades, costumes, o senso comum, legislação e assim contribuir para uma sociedade mais harmoniosa.

Medida proposta 1.:

Dar maior atenção às queixas das vítimas e agir desde os primeiros sinais. Para tal, será necessário formar os agentes das forças de segurança (GNR e PSP), no sentido de estes estarem mais aptos e preparados para atender, compreender, aconselhar e confortar as vítimas, evitando que as suas queixas sejam desvalorizadas numa fase inicial e que a sua atuação seja tardia.

Medida proposta 2.:

A abordagem do tema da violência doméstica e no namoro deverá ser obrigatória nas escolas desde o primeiro ciclo.

Medida proposta 3.:

Durante a pena de prisão (caso tenham sido condenados), deverá haver apoio psiquiátrico (acompanhamento) para os agressores.