Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

EB1,2,3/S /JI Manuel Azevedo da Cunha

Exposição de motivos

Como afirmou o Secretário Geral da ONU, António Guterres, o relógio está a contar, e a catástrofe climática está cada vez mais perto, e nós, Mundo, estamos a falhar em travá-la. É necessário agir. Se não tomarmos medidas drásticas para LIMITAR a subida da temperatura média global, as consequências serão desastrosas para os seres humanos e para a natureza. Assim, consideramos que o mais importante é arranjar medidas que possam cortar o mal pela raiz: travar o aumento da emissão de gases do efeitos de estufa.

Medida proposta 1.:

Adaptação das normas de construção às condições climáticas futuras, legislando a construção sustentável através da otimização dos recursos naturais, valorização das energias renováveis, intervenções físicas ou de engenharia que minimizem os impactos negativos e que melhor lidem com os eventos climáticos futuros.

Medida proposta 2.:

Criar apoios e incentivos para aumentar a área florestada e organizar a reflorestação, assim como combater e prevenir os incêndios, através de uma legislação mais rigorosa. As florestas são importantes fontes de Biomassa e através da fotossíntese diminuem a emissão de dióxido de carbono.

Medida proposta 3.:

Promover o consumo de produtos endógenos – o que estimula as economias locais e diminui o impacto ambiental dos transportes, diminuindo a emissão de CO2 – através do aumento das taxas sobre produtos externos.