Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Externato "Álvares Cabral"

Exposição de motivos

As alterações climáticas extremas ocorrem a um ritmo cada vez mais frequente, assustador e preocupante. Um dos principais fatores que contribuem gravemente para estas alterações é o aquecimento global. O aquecimento global tem tido repercussões alarmantes, não só na qualidade de vida do ser humano, mas também na fauna e flora. De todas as causas deste problema a agropecuária, é a segunda principal fonte para o agravamento desta situação. Na agropecuária, há uma libertação excessiva de gases nocivos para o aquecimento global, entre estes gases encontram-se o metano e o dióxido de carbono, este apesar de libertado em menor quantidade é substancialmente mais nocivo. Para se conseguir reverter esta libertação de gases para a atmosfera, seria necessário alterar a alimentação animal onde, se possível, haveria uma substituição das substâncias nocivas, por uma alimentação mais orgânica. Para se poder dar resposta às necessidades que o ser humano tem e ao mesmo tempo melhorar a alimentação dos animais reduzindo o impacto no aquecimento global, há que estabelecer épocas especiais para a criação animal. Como estas medidas não podem ser só para o interesse de algumas pessoas, será necessária uma divulgação massiva sobre os benefícios de uma alimentação Simples, Saudável e Sustentável, que se sugere designar por «Alimentação S», onde se pretende sensibilizar todas as gerações. Estas três medidas, apesar de parecerem simples ou até mesmo irrelevantes, poderão ter um impacto significativo na redução do aquecimento global e no estilo de vida do ser humano. Mas para isso é necessário alterar alguns hábitos, encontrar formas credíveis para o combate deste problema e para garantir a sustentabilidade das gerações futuras, antes que seja tarde de mais.

Medida proposta 1.:

1. Alimentação natural a cada espécie animal. Substituir as substâncias nocivas das rações animais, não só para o animal mas também para o ser humano, tais como hormonas de crescimento, anabolizantes, finaplix, etc. É possível substitui-las por substâncias orgânicas, tais como maçãs, peras, cenouras e couves, que são quatro dos produtos orgânicos mais desperdiçados anualmente. Desta forma aproveitam-se os desperdícios a baixo custo com benefícios para todos.

Medida proposta 2.:

2. Definição de épocas específicas para criação animal. Carne de vaca (Janeiro a Abril) Carne de aves (Maio a Agosto) Carne de porco (Setembro a Dezembro) Para os consumidores aderirem em cada época, a carne seria mais barata e com mais nutrientes. Para os produtores aderirem, seria necessário incentivá-los, com uma redução do preço da água e da desparasitação (dependendo do porte do animal) e uma redução do preço da ração natural, com o apoio do Estado.

Medida proposta 3.:

3. Divulgação da “Alimentação S”. Isto só seria possível se houver uma sensibilização massiva de todas as gerações. Através de campanhas de sensibilização nas escolas e empresas, gratuitos e com workshops recreativos, de baixo custo, com materiais de apoio gratuitos e onde se poderiam adquirir descontos para a prática futura. Seria também necessário sensibilizar através dos media, como a televisão, rádio e redes sociais, onde seriam divulgados os benefícios de uma alimentação S.