Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Escola Secundária de Serpa

Exposição de motivos

Dada a conjetura atual da nossa sociedade, onde é mais que pertinente apostar num desenvolvimento sustentável que vise a proteção ambientalista, e antes que os efeitos de comportamentos inconsequentes se tornem irremediáveis, as nossas medidas incidem numa visão realista e adaptável ao cenário nacional. Em primeiro lugar, apostamos, como ponto forte, na importância da educação ambiental da população, em âmbito escolar e fora dele, reconhecendo a importância de uma parceria forte do Estado com o domínio privado, para que se atinjam objetivos palpáveis, sendo esta a premissa das duas primeiras medidas. Refletimos ainda acerca da importância ao combate à poluição pelo uso exagerado de matérias plásticas, uso esse que é um dos principais malefícios ao ambiente, mas tendo sempre em conta a sustentabilidade económica. Deste modo, as nossas medidas visam um olhar prático/pragmático sobre as possibilidades que estão ao nosso alcance, sem descurar a urgência que se coloca à questão ambiental.

Medida proposta 1.:

Tornar mais estreita a relação público-privada em questões ambientais, numa medida de diálogo do Estado com as empresas, para adoção de atos sustentáveis e para o incentivo de boas práticas ambientais por parte dos consumidores.

Medida proposta 2.:

Levar às escolas projetos educacionais no âmbito do ambiente, projetos estes já criados por ONGAs. Temos como principal objetivo promover uma educação contínua ao longo do tempo, não só através destas entidades como a inserção obrigatória deste tema nos planos escolares.

Medida proposta 3.:

De modo a diminuir o uso e a produção de plástico: baixar a taxa do IVA a produtos a granel e aplicação de uma taxa adicional aplicável a produtos embalados com várias camadas de materiais plásticos.