Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

ES Manuel de Arriaga

Exposição de motivos

Ao andarmos nas ruas das grandes cidades como Lisboa, a cor predominante é o cinzento. Pretendemos mudar esta realidade e tornar Portugal um sítio mais verde. As árvores são enormes fontes de oxigénio e ao mesmo tempo filtram o dióxido de carbono presente no ar para realizarem a fotossíntese. A nossa primeira proposta consiste na aprovação de legislação, no âmbito da construção, que obrigue a plantar pelo menos uma árvore por cada unidade habitacional. Com isto, tornaríamos as nossas cidades, vilas, aldeias, etc., em sítios mais saudáveis e mais felizes. O plástico é um dos maiores poluentes a nível mundial e contribui para o agravamento do aquecimento global. De pequenos passos podem resultar grandes mudanças, e, por isso, propomos que o plástico que se utiliza por exemplo nos supermercados, como os sacos de pôr a fruta e às vezes o pão ou até mesmo embalagens de plástico desnecessárias, escovas de dentes, brinquedos, entre outros, seja aos poucos reduzido e substituído por outro material menos poluente, tal como o papel, bambu, tecido, madeira, e outros materiais biodegradáveis. O gado e a pecuária são os principais responsáveis pelas alterações climáticas que se fazem sentir hoje em dia. Não estamos a pedir que se elimine de todo a carne da dieta, mas sim a sugerir que se comece a diminuir esse consumo, começando pelas cantinas escolares. Por exemplo, ser obrigatório haver uma refeição inteiramente vegetariana por semana. Para além desta medida não ser de qualquer forma prejudicial para nenhum estudante ou professor, permitiria também que os níveis de metano lançados para a atmosfera fossem reduzidos, possibilitando-nos assim de alcançar o nosso objetivo principal- inverter o aquecimento global.

Medida proposta 1.:

Tornar o mundo mais verde- plantar mais árvores.

Medida proposta 2.:

Reduzir o consumo de plástico.

Medida proposta 3.:

Incentivar o maior consumo de refeições vegetarianas nas escolas.