Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Escola Secundária Marques de Castilho, Águeda

Exposição de motivos

De modo a promover ações que contribuam para reverter o aquecimento global propomos 3 medidas: A nossa primeira medida tem como objetivo a diminuição da emissão de gases poluntes. As emissões de óxido de azoto são atualmente em média de 641mg/Km quando não poderiam ultrapassar os 80 mg/Km. Os veículos a diesel não só libertam uma grande quantidade de dióxido de carbono, prejudicial ao ambiente, como de óxido de azoto, que está na origem da morte prematura de milhares de pessoas por ano. Assim, por um lado, propomos o aumento de zonas nas cidades onde é proíbida a entrada de carros a diesel a fim de promover um menor uso dos automóveis e uma maior afluência ao uso de transportes públicos e de bicicletas. Por outro lado entendemos que, com a melhoria da qualidade dos transportes públicos (maior flexibilidade de horários e mais locais onde os utentes possam apanhar esses mesmos transportes) e com a redução do preço dos mesmos para um preço competitivo para a população, o seu uso iria aumentar e obviamente a utilização de transporte privado iria diminuir. Dessa forma o número de veículos poluentes iria sofrer uma redução significativa. Como segunda medida propomos a obrigatoriedade do consumo de uma refeição vegetariana, saborosa e nutritiva, por semana nas cantinas escolares onde tal não exista e sensibilizar os jovens para a redução do consumo de carne bovina e suína. Entendemos que o Estado, através de muitos dos seus organismos/instituições, ligados aos ministérios do Ambiente, da Educação, da Saúde e de outros ministérios, deveria informar sobre a pegada ecológica que a produção animal (principalmente de bovinos e suínos) provoca no meio ambiente e sensibilizar a população para o impacto negativo que a mesma está a ter. Deve promover-se um consumo sustentável e consciente, de forma a diminuir radicalmente o desperdício de alimentos. Por fim a nossa terceira medida diz respeito aos aterros sanitários. Dado que a produção de lixo é cada vez maior, entendemos que a utilização das minas abandonadas como aterros sanitários iriam servir para “poupar” os que já existem, assim como alguns novos que não necessitaríamos de construir, para além de eliminarmos um perigo para as pessoas em geral, como são as minas em céu aberto.

Medida proposta 1.:

Aumentar as zonas das cidades onde é proibida a entrada de carros a diesel e em simultâneo proceder-se à redução dos preços dos transportes públicos, bem como à construção de mais ecopistas para bicicletas.

Medida proposta 2.:

Tornar obrigatório o consumo de uma refeição vegetariana, saborosa e nutritiva, por semana nas cantinas escolares onde tal não exista e sensibilizar os jovens para a redução do consumo de carne bovina e suína.

Medida proposta 3.:

Utilização de minas abandonadas como aterros sanitários.