Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Escola Profissional Almirante Reis

Exposição de motivos

O aquecimento global constitui a maior ameaça atual ao futuro da humanidade. Cabe a cada um de nós trabalhar para travar este processo alterando os nossos hábitos de consumo, sensibilizando as populações e apresentando propostas políticas. O aumento da temperatura do ar e dos oceanos provocado pelas emissões de gases que aumentam o efeito de estufa é um problema que se tem agravado cada vez mais devido às atividades humanas. A criação de um imposto especial sobre o consumo das carnes de bovino, com uma taxa de 20% acrescida ao valor do produto, pretende a diminuição do consumo da carne de bovino viste esta indústria contribuir para o aquecimento global através das emissões de metano. Propomos também a dedução no IRS de 50% do valor de todos os produtos biológicos, adquiridos em Portugal, bem como a emissão de uma recomendação europeia para que a mesma medida seja adotada em todos os países da UE, de forma a que seja criado um incentivo ao consumo de produtos com menor pegada ecológica. Por fim, pretendemos colocar em vigor uma diretiva europeia que estabeleça para todas as cidades da UE com população superior a 1 milhão de habitantes a obrigatoriedade de atingir a neutralidade carbónica até 2040, preferencialmente através da criação de espaços verdes, isto para que as cidades deixem de ser um contribuidor para o fenómeno do aquecimento global.

Medida proposta 1.:

1. Criação de um imposto especial ao consumo das carnes de bovino, com uma taxa de 20% acrescida ao valor do produto.

Medida proposta 2.:

2. Dedução de 50% no IRS do valor de todos os produtos comprovadamente biológicos, em Portugal, e emissão de recomendação europeia para que a mesma medida seja adotada em todos os países.

Medida proposta 3.:

3. Colocação em vigor de uma diretiva europeia que estabeleça, para todos as cidades da UE com população superior a 1 milhão de habitantes, a obrigatoriedade de atingir a neutralidade carbónica até 2040, preferencialmente através da criação de espaços verdes.