Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Escola Secundária de Castêlo da Maia, Maia

Exposição de motivos

O efeito de estufa é um processo natural, essencial à vida na Terra. No entanto, o ser humano, com a sua influência, aumentou este mesmo processo de forma descontrolada e antinatural, o que compromete toda a vida existente no nosso planeta. As atividades antrópicas produzem, em grandes quantidades, gases de efeito de estufa. Uma destas atividades é a produção em regime intensivo de animais ruminantes, especialmente os bovinos. Este tipo de gado liberta quantidades excessivas de metano, gás com alto potencial de estufa. Portanto, urge agir e, com a nossa medida, não só reduzimos, a curto prazo, a produção de metano, como também, a médio-longo prazo, a produção de carnes brancas e o aumento de alimentações alternativas. O CO2 é um gás atmosférico que aumenta, significativamente, com as atividades humanas. Assim, urge agir e, com a nossa medida, ao reflorestarmos a zona florestal portuguesa, ao substituir espécies de árvores invasoras por espécies autóctones, não só reduzimos o risco de incêndio, como também renovamos o ciclo do carbono. Na nossa sociedade, os automóveis são considerados algo normal de ser usado para nos deslocarmos; todavia, normal não é o estrago que a queima de combustíveis fósseis, usados, por exemplo, como fonte principal de energia para estes mesmos veículos, já que esta combustão liberta grandes quantidades de CO2 para a atmosfera. Assim, urge agir e, com a nossa medida, poupamos a nossa atmosfera ao melhorar as energias renováveis. Portanto, urge agir!

Medida proposta 1.:

Reformas da floresta portuguesa, através da substituição dos eucaliptos.

Medida proposta 2.:

Redução do metano produzido pelos ruminantes.

Medida proposta 3.:

Investimento no setor das energias renováveis em Portugal.