Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Escola Básica e Secundária Padre António Morais da Fonseca, Murtosa

Exposição de motivos

Vivemos em 2019 e no entanto ainda nos debatemos com um problema que não afeta apenas um país, um grupo ou uma classe social em particular, mas sim toda a Humanidade de uma forma homogénea. Desde o início da Revolução Industrial que nós, humanos, libertamos para a atmosfera de uma forma inconsciente, inconsequente e até mesmo irresponsável, gases que são responsáveis pelo aumento do efeito de estufa, como o dióxido de carbono, o metano e o enxofre. É imperativo que nós, como a primeira geração do século XXI, não só pensemos em mudar como em ser a própria mudança. A principal causa deste fenómeno é a queima de combustíveis fósseis e esta deriva principalmente dos meios de transportes e da produção de energia. Como alternativa aos tradicionais combustíveis fósseis nós acreditamos que o futuro de um planeta sustentável passa pelas energias renováveis, bem como pela utilização de viaturas não poluentes. A estes problemas acresce, o excedente de resíduos sólidos, problema que requer igualmente uma solução premente e nesse sentido alvitramos a criação de um sistema de reciclagem baseado na troca dos mesmos por pontos que, posteriormente, poderão ser utilizados em compras no próprio estabelecimento. Propomos: 1. Criação de legislação no sentido de tornar obrigatório a construção de estruturas de conversão de energia solar em energia fotovoltaica, em espaços públicos, como escolas, hospitais e espaços culturais edificados a partir da data de publicação da mesma. A integração de módulos fotovoltaicos nestes edifícios pode representar reduções de custos construtivos e energéticos. A energia produzida em excesso pode ser vendida à companhia elétrica, e quando existem insuficiências, esta pode ser comprada. 2. Renovação e ampliação da rede de transporte público nacional no sentido de dar resposta a uma mobilidade em constante crescimento e, por conseguinte, aumentar a utilização dos mesmos. No que diz respeito ao transporte individual, criar uma política de incentivo à aquisição de automóveis híbridos, que passará, entre outras medidas, pela redução do imposto automóvel a aplicar a este tipo de veículos. 3. Em parceria com as maiores superfícies comerciais do país, pretendemos incrementar um sistema que iria permitir a troca de resíduos sólidos recicláveis por pontos que poderiam ser posteriormente utilizados nas compras do cliente em questão.

Medida proposta 1.:

Investimento na energia fotovoltaica suportado em legislação adequada

Medida proposta 2.:

Substituição progressiva de transportes poluentes quer a nível público quer a nível privado

Medida proposta 3.:

Reforma inovadora do sistema de reciclagem