Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Externato "Delfim Ferreira"

Exposição de motivos

Como todos sabemos. O aquecimento global é um do maiores problemas que enfrentamos nos dias que correm, e, é nosso dever como seres humanos, fazer os possíveis e os impossíveis para o conseguirmos resolver. Assim, e como é a proposta do Parlamento de jovens deste ano, iremos apresentar algumas medidas que achamos apropriadas e que poderão estar ao nosso alcance para reverter as alterações climáticas. O Externato Delfim Ferreira realizou uma sessão de esclarecimento/debate onde participaram todos os alunos inscritos no Secundário, o PAN - Partido das Pessoas-Animais-Natureza e o Laboratório da Paisagem de Guimarães. Não foi efetuada sessão alguma com a presença de algum deputado da A. R. Outras sessões de tomada de conhecimento de práticas realizadas pela Laboratório da Paisagem em Guimarães serão efetuadas ao longo dos próximos períodos letivos. Sabemos que este tema pode ser considerado por alguns ago fastidioso devido ao elevado numero de debates existentes sobre o mesmo, contudo, dada tratar-se da sobrevivência do nosso planeta, nunca será demais reflectir acerca de soluções possíveis que possam vir a travar os excessos cometidos por uma significativa parte da população. Isto é, quando pensamos em pessoas como o Al Gore e na sua luta incansável junto das entidades mais poderosas do mundo, nunca poderemos pensar que o assunto se encontra esgotado. A incrível, entusiasmante e credível forma como este extraordinário orador cativa milhões de pessoas é um tremendo estimulo para qualquer um de nós participantes nesta atividade. O termo 'Eutanásia' está entre as mais de duas centenas de palavras que estiveram no topo das consultas e das 24 mais escolhidas no ano de 2018. Assim sendo e tendo em conta a dimensão estruturante na sociedade portuguesa. O avanço da medicina permitiu aceder à felicidade uns e a tristeza a outros. Como disse o filósofo Nietzsche: '... vegetar num estado de vil dependência dos médicos e de tratamentos especiais, uma vez que o significado à vida, se perdeu..' permite concluir que ao fazer esta declaração, afirma que qualquer cidadão deve ter o direito, enquanto pessoa doente de ter uma boa morte. Em relação às regras do programa julgo que deveria ser mais próximo da realidade política nacional, nomeadamente na introdução do ato eleitoral, segundo o modelo legislativo, como acesso à cidadania.

Medida proposta 1.:

Criação de meios/recursos para a fixação da população no interior, pelo poder político nacional e local. O atual estilo de vida da população tem causado sérios danos para os mares e oceanos do planeta. Com esta medida pretende-se favorecer a descentralização da população para interior evitando a sua concentração no litoral, o que cria um uso excessivo de energia/recursos na satisfação das necessidades. Contrariar esta tendência evita melhora as condições de vida nas cidades menos populosas.

Medida proposta 2.:

Incentivos à produção individual de cada cidadão/família/unidade de produção industrial e comercial de energia para autoconsumo. Condições de isenção e redução de impostos para aqueles pessoas coletivas e ou individuais/cidadãos que investam na produção de energias renováveis (eólica, e solar). Tal medida, impede a exploração e controlo dos rios com albufeiras, facto que deteriora a qualidade da água que chega aos oceanos e tem um imenso impacto ambiental.

Medida proposta 3.:

Através de legislação, estabelecer coimas e sanções muito severas (aplicadas pelos municípios e polícias ambientais) para quem polui e com as receitas daí resultantes, criar mecanismos e angariar recursos para uma polícia ambiental municipal, fiscalizadora, interventiva e assertiva. Um maior controlo ambiental pode mudar significativamente o estado atual das coisas, revertendo-se o aquecimento global e acabando com o sentimento de impunidade dos prevaricadores/poluidores.