Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Escola Secundária Gaia Nascente, Vila Nova de Gaia

Exposição de motivos

Cidades mais eficientes são cidades mais ecologicamente sustentáveis. As propostas por nós apresentadas têm como eixo comum tornar as cidades mais eficientes e, por conseguinte, mais sustentáveis. A primeira medida refere-se à criação de espaços verdes urbanos. Estes revelam-se cada vez mais importantes na melhoria da qualidade de vida; para além de promoverem estilos de vida mais saudáveis, também melhoram a qualidade do ambiente. Enquanto o “cimento” leva a que os seres vivos sintam intensamente as variações do clima, os espaços verdes nas cidades amenizam este sentimento, controlando as radiações solares, absorvendo o CO2 e aumentando o oxigénio. A nossa proposta pretende chegar um pouco mais além, apelando a que nestes espaços seja plantada vegetação autóctone, uma vez que esta faz parte do nosso ecossistema e as vantagens da sua plantação já se encontram comprovadas por vários estudos científicos. A construção de jardins verticais também nos parece que deva merecer atenção por parte dos nossos políticos, já que pode ser uma forma de contornar o problema da falta de espaço nas cidades. A segunda medida pretende que sejam substituídas as lâmpadas convencionais usadas na iluminação pública por lâmpadas LED e que sejam instalados sensores de movimento nas cidades, evitando que as luminárias estejam sempre ligadas. Esta medida, já está a ser implementada em algumas cidades, e comprovadamente reduz o consumo de energia. Alguns estudos apontam as lâmpadas LED como perturbadoras do sono, afetando animais, nomeadamente aves noturnas, para evitar tais consequências é necessário optar por lâmpadas led de cor mais amarelada e combinar a instalação com o uso de sensores de movimento, diminuindo assim a exposição dos animais às luzes artificiais. As nossas propostas não estariam concluídas sem uma referência a um dos bens naturais e gratuitos do nosso país – o sol. Consideramos que está na hora de aproveitarmos ao máximo este recurso, por isso propomos a instalação de painéis fotovoltaicos nos edifícios públicos e incentivos à instalação de painéis para os particulares.

Medida proposta 1.:

Criação de mais espaços verdes nas cidades com plantação de espécies autóctones, ir substituindo nos espaços verdes existentes as espécies invasoras. Uso de terrenos que estejam devolutos para a criação desses espaços verdes. Benefícios fiscais para os construtores que criem espaços verdes verticais nos prédios.

Medida proposta 2.:

Utilização de sensores e lâmpadas LED na iluminação pública para aumento da poupança de energia nas cidades.

Medida proposta 3.:

Instalação de painéis fotovoltaicos nos edifícios públicos e mais incentivos à instalação de painéis para os particulares.