Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

EPROMAT - Escola Edmundo Ferreira

Exposição de motivos

No seguimento da inscrição da escola no projeto Parlamento dos Jovens, foram desenvolvidas várias iniciativas de sensibilização e aprofundamento de conhecimentos, em todas as turmas da escola, principalmente no âmbito da disciplina de Área de Integração, sobre o tema proposto. Numa primeira fase, foi divulgado o projeto, assim como o seu regimento e diferentes fases em todas as turmas, através dos documentos oficiais enviados pelo Parlamento dos Jovens nas instalações da EPROMAT e nos seus canais de comunicação (redes sociais, moodle, website) através de cartazes, regulamento, avisos, editais e outros; Os alunos das turmas envolvidas no projeto desenvolveram trabalhos de pesquisa em aula sobre o tema das Alterações Climáticas, que foram ao encontro das planificações da disciplina de Área de Integração, e partilharam esses resultados com a comunidade escolar; As turmas que se mostraram motivadas e disponíveis para participar no projeto, visualizaram vários documentários / filmes durante o ano letivo, alusivos ao tema, seguidos de momentos de discussão e reflexão conjunta; Realização de vários debates (cada sessão contou com cerca de 40 participantes) sobre o problema das Alterações Climáticas (causas e consequências) com as restantes turmas. Estes debates decorreram em contexto da escola nas aulas da disciplina de Área de Integração.

Medida proposta 1.:

1. Incentivar o uso de transportes coletivos, melhorando e aumentando a rede de transportes públicos, principalmente para as zonas limítrofes das grandes cidades, evitando o uso de transportes privados, diminuindo a emissão de gases poluentes, através de campanhas de sensibilização nas escolas e público em geral.

Medida proposta 2.:

2. Valorização da floresta, criando postos de vigia (guardas florestais) com formação na área da prevenção dos incêndios e reflorestação das algumas áreas com árvores autóctones, promovendo uma melhor gestão do espaço florestal, conciliando os interesses económicos com a biodiversidade.

Medida proposta 3.:

3. Diminuição de emissão de CO2 para a atmosfera, através da criação de um imposto adicional para a circulação de veículos anteriores a 2000 em todas as capitais de distrito, de forma faseada, até à completa proibição em 2029.