Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Escola Secundária de Senhora da Hora, Matosinhos

Exposição de motivos

-Com esta medida pretende-se reduzir as emissões de CO2 para a atmosfera, o principal culpado do aquecimento global. Ao converter para um modelo que utiliza energia elétrica como substituto do petróleo (gasolina, gasóleo), carvão e gás, é possível reduzir radicalmente as emissões responsáveis pelo aquecimento global enquanto desenvolve a nossa sociedade e promove um desenvolvimento de tecnologias adequadas. - A civilização baseada na agricultura, na escrita, nas ciências, na procura da razão, do bem-estar, na procura da superação das fragilidades humanas, encontra-se perante um desafio inédito no seu desenvolvimento. A utilização dos projetos referidos, falharam redondamente. Neste sentido, a nossa ação deve ser também política, uma vez que ao olhar para as assustadoras previsões do futuro, temos que entender o passado, projetando novos horizontes na construção de um novo modelo económico, social e cultural. - Os empregos para o clima significariam levar a um corte de 60-70% num prazo de quinze anos, perdendo–se cerca de 20 mil empregos no sector da energia, que seriam convertidos de uma forma prioritária na transição energética.

Medida proposta 1.:

1. Travar todos os projetos de petróleo, gás e carvão quer sejam convencionais ou não. Incentivar e financiar junto dos cidadãos e empresas o fim da produção de eletricidade a partir de fontes poluentes (ex.: carvão) em benefício da produção elétrica em barragens, centrais solares ou eólicas, promovendo soluções não poluentes durante o processo de produção elétrica.

Medida proposta 2.:

2. Promover uma revolução nos transportes apostando numa gradual diminuição da utilização do petróleo e seus derivados. Iniciar e/ou promover uma melhoria da transição energética para proporcionar a utilização de combustíveis tais como eletricidade (proveniente de fontes renováveis), nitrogénio ou baterias de lítio nos automóveis.

Medida proposta 3.:

3. Promover campanhas de emprego para o clima, que junte movimentos sociais, ambientais e sindicatos no sentido de proporcionar 120 a 160 mil postos de trabalho, incentivando a nível estatal a formação profissional nestas áreas.