Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Escola Básica e Secundária de Vila Flor

Exposição de motivos

A energia solar garantiu um lugar entre as mais eficientes. Com a crescente procura por energias renováveis em detrimento das fontes de energia convencionais, a capacidade desta indústria tem aumentado drasticamente. Acreditamos que chegou a hora do Estado dar um passo em frente ao investir na implementação de painéis solares e financiá-los. Consequentemente, a capacidade do mercado duplica, ou seja, o preço dos painéis desce 20%. Assim, o Estado estará a impulsionar este setor, contribuindo para a redução das emissões de gases responsáveis pelo efeito de estufa. Umas das principais causas pelas quais ocorre a destruição da camada de ozono é o excesso de dióxido de carbono na atmosfera terrestre. Como é do conhecimento geral, as plantas, nomeadamente as árvores, através da fotossíntese, convertem dióxido de carbono em oxigénio, fazendo com que os níveis de CO2 diminuam significativamente. No nosso país, existem terrenos mal aproveitados e que conduzem a um mau ordenamento do território. Desta forma, seria indicado conciliar ambas as questões. Para além de uma maior produção de oxigénio, podemos ainda beneficiar de uma maior prevenção dos incêndios. Terrenos baldios ou abandonados, são mais propícios a gerar incêndios catastróficos, devido a possíveis acumulações de lixo. De forma a evitar tais desastres, seria considerável se o Estado interviesse positivamente neste problema tão atual. Assim, não só evitaríamos problemas a nível nacional, como também contribuíamos para uma causa maior: redução do aquecimento global. Outra benesse que esta medida acarreta relaciona-se com a beleza paisagística. Os veículos elétricos são um importante contributo para a mobilidade sustentável e para o aumento da eficiência energética. Espera-se que este contributo seja cada vez maior, à medida que a autonomia destes veículos aumenta. Apesar de haver um número crescente de utilizadores a aderir a esta nova forma de mobilidade, apenas em cerca de 50 Municípios de Portugal se pode encontrar um posto de carregamento elétrico. Torna-se por isso necessário adequar a rede de postos de carregamento às necessidades dos utilizadores individuais e das empresas, expandindo a cobertura do território nacional.

Medida proposta 1.:

Implementação de painéis solares em edifícios públicos e financiamento dos mesmos em edifícios privados.

Medida proposta 2.:

Conversão dos terrenos baldios, abandonados e/ou sem aptidão agrícola, em áreas florestais, através do fornecimento de árvores por parte do Estado.

Medida proposta 3.:

Criação de uma rede integrada de postos de carregamento de carros elétricos em todos os municípios.