Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Escola Secundária de Caldas de Vizela, Vizela

Exposição de motivos

Cada vez mais nos aproximamos de um ponto sem retorno relativamente ao desconhecido, mas previsível, destino a que as alterações climáticas conduzirão o nosso planeta. Os avisos da comunidade científica estão perante os nossos olhos, todos os dias, e apontam para condições verdadeiramente terríveis, que vão pôr em causa a sobrevivência de todas as espécies que habitam o planeta Terra. Os apelos à alteração de atitudes não têm tido por parte dos governos e da comunidade internacional uma resposta suficientemente enérgica e rápida, na tentativa de inverter a perigosa situação. O líder das Nações Unidas, António Guterres afirmou muito recentemente que “ … o risco do clima é o mais importante risco sistémico do futuro próximo. Acredito que estamos a perder a corrida. As alterações climáticas estão a ocorrer mais rapidamente do que nós para as combater e estamos perante este paradoxo: a realidade tem vindo a provar ser bem pior do que os cientistas tinham previsto, e todos os últimos indicadores apontam nesse sentido.” Na mesma intervenção A. Guterres refere também que a nível global a vontade politica para lidar com os problemas do clima tem sido inadequada e a ação está, inclusivamente, a abrandar. Na perspetiva de uma subida da temperatura média do planeta de 3 graus Celsius e perante a impossibilidade de um combate unilateral, há que envolver e fazer sentir o peso da responsabilidade pela ação dos que têm a seu cargo a governação das cidades, dos negócios locais e da sociedade civil em geral. Há que agir e agir com extrema rapidez.

Medida proposta 1.:

1. Estabelecer a obrigatoriedade de inclusão de dois dias de dieta exclusivamente vegetariana em todas as cantinas de serviços públicos, (escolas, hospitais, Assembleia da República, etc.) de modo a promover a diminuição do consumo de carne.

Medida proposta 2.:

2. Incentivar a aquisição de carros movidos a energias não poluentes (elétricos) reduzindo a taxa de IUC em 80% nos primeiros 5 anos, em 50% nos 5 anos subsequentes momento a partir do qual se compensaria até ao total de 0% de redução a um ritmo de redução de 10% por cada ano.

Medida proposta 3.:

3. Promover a plantação de espécies arbóreas autóctones com a colaboração de voluntários, de modo a reflorestar grandes áreas do país, de forma ordenada e mediante planificação ajustada a cada situação específica, a fim de evitar a propagação de incêndios no futuro.