Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Colégio Salesiano Oficinas de S. José

Exposição de motivos

Todos sabemos, no plano teórico, a importância de reciclar numa sociedade de consumo como a nossa, onde o desperdício é constante. Reutilizar é algo que não dá muito trabalho e são pequenas alterações no nosso dia-a-dia que podem fazer toda a diferença. No entanto, há ainda necessidade de desenvolver uma mentalidade mais amiga do ambiente e consciencializar certos setores da sociedade do grau de gravidade das consequências de alguns dos seus hábitos. Assim sendo, para além da importante promoção da educação ambiental, torna-se fundamental o incremento de políticas fiscais para garantir a eficácia da reciclagem em Portugal. Portugal adotou o Quadro Estratégico para a Política Climática (QEPiC), que tem por objetivo “o desenvolvimento de uma economia competitiva, resiliente e de baixo carbono, estabelecendo um novo paradigma de desenvolvimento para Portugal num contexto de Crescimento Verde” e a fim de garantir condições de financiamento e aumentar os níveis de investimento. Assim, torna-se fundamental o incremento de políticas fiscais que permitem angariar fundos para investigação e inovação, com vista à redução de fatores poluentes, contribuindo assim para reverter o aquecimento global. É urgente tomar estas medidas para salvar a nossa Terra!

Medida proposta 1.:

Melhoria dos serviços de reciclagem nacional, nomeadamente, tornar obrigatória a utilização de ecopontos. A medida é aplicada paralelamente com coimas para caso de incumprimento.

Medida proposta 2.:

Aquisição exclusiva de transportes públicos e veículos do Estado não poluentes.

Medida proposta 3.:

Atribuição de benefícios fiscais a empresas e privados que utilizam exclusivamente papel reciclado e aumento do imposto sobre o papel não reciclado.