Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Externato João Alberto Faria

Exposição de motivos

Devido à complexidade da problemática das alterações climáticas e do agravante crescimento dos seus efeitos, sobretudo nos últimos anos, torna-se urgente a investigação profunda deste fenómeno, uma vez que as consequências de uma atitude inerte perante o problema, revelar-se-ão devastadoras para o planeta. Estas consequências já são evidentes. De 2001 a 2014 a taxa de desflorestação (perda percentual de cobertura arbórea) portuguesa foi a quarta mais elevada do mundo. Por este motivo, uma intervenção direta nos espaços verdes do território nacional, é essencial. Mais ainda: vários estudos ligam cidadãos que vivem junto a grandes centros urbanos ou a autoestradas, a uma maior frequência de perturbações respiratórias. Em 2050, cerca de 5 mil milhões de pessoas serão afetadas por falta de água. A manutenção sustentável de espaços ecológicos deverá ser implementada, através de, nomeadamente, eliminação da rega à base de mangueira e substituição desta por rega gota a gota. A primeira técnica faz com que a pegada ecológica seja superior à da existência do espaço, por si mesmo. Consideramos que a primeira etapa de atuação deverá passar por uma consciencialização coletiva, através de campanhas de sensibilização, por exemplo, com o intuito de prevenir um agravamento da situação atual e reverter a tendência decadente. Por outro lado, a tomada de posição por implementação de medidas proativas de modo a conseguir reduzir os efeitos do aquecimento global, revela-se crucial para a melhoria da qualidade ambiental em todo o mundo.

Medida proposta 1.:

Aumento e requalificação dos espaços verdes nas zonas urbanas, de forma controlada e sustentável, inserido nos PDM.

Medida proposta 2.:

Sensibilização para a redução do consumo de carne bovina, através de programas educacionais e publicidades institucionais. Disponibilização de ementa vegetariana, sem vinculação obrigatória.

Medida proposta 3.:

Reestruturação da rede de transportes públicos e conversão dos veículos para biogás. Alargamento da rede de ciclovias e disponibilização de bicicletas de partilha comunitária.