Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Instituto Nun´ Álvres

Exposição de motivos

A actividade humana, inevitavelmente, promove o aquecimento global. É um facto! O ser humano tem a responsabilidade de promover acções que, de alguma forma, consigam inverter e/ou reverter esta situação, pois todos sabemos que as consequências serão dramáticas. Muitas dessas consequências já estão visíveis e são percepcionadas no nosso dia-a-dia, no entanto, continuamos a assistir a grandes atrocidades ambientais! Não vamos deixar de fazer, viver, utilizar, mas devemos, promover acções, atitudes, comportamentos e formas de estar que permitam usufruir de toda a evolução, mas sem degradar ecossistemas, destruir paisagens e acabar com a nossa casa, o planeta Terra. Apesar dos vários acordos, das várias campanhas, não podemos “baixar os braços” e permitir que impere a falta de conhecimento, ou mesmo a procrastinação, no que concerne às questões ambientais. Ouvimos frequentemente a desculpa – “Se, só eu fizer reciclagem….não serve de nada….”. Não, não! As campanhas devem continuar e devemos mostrar imagens, vídeos, chocantes, mas que façam o alerta. Devemos continuar a propor medidas que permitam aliviar os efeitos da poluição, da emissão de gases, da acumulação de lixos, da utilização de materiais que produzem efeitos adversos, aliviar as explorações de recursos não renováveis, promover a implementação de floresta sustentável, enfim….promover a sustentabilidade do planeta. Não nos podemos esquecer que não vivemos sozinhos, há um sem número de seres vivos que dependem de nós e das nossas acções, não estamos só a referirmo-nos aos seres vivos que connosco – seres Humanos – partilham o planeta, falamos também das gerações futuras que, sem qualquer hipótese, vão ter de lidar com os efeitos do que nós, actualmente, estamos a gerar…. Todos gostamos de usufruir da natureza, todos nós dependemos dela para viver, da água disponível, do que o solo nos pode proporcionar, da interação com outros seres vivos, quem não gosta de dar um belo passeio ou fazer exercício físico num parque natural? É tempo de agir, já “ontem” deveríamos estar a trabalhar para isto! Neste sentido, porque nos importamos e estamos deveras preocupados, decidimos abraçar esta dinâmica e propor algumas medidas que, mesmo sendo uma “gota de água no oceano”, serão com certeza um passo importante a dar no sentido de prestar o nosso contributo que sentimos ser bastante importante.

Medida proposta 1.:

Promover a utilização dos transportes públicos, através da criação de um passe intermodal , alargado a todas as empresas transportadoras (âmbito nacional), com ligação a uma app que regista os locais de entrada e aceita a introdução dos locais de saída, realizando o débito do valor correspondente à viagem realizada.

Medida proposta 2.:

Inclusão de diferentes tipos de plásticos nas misturas betuminosas (asfaltos) na implementação de estradas. Na colocação da mistura, numa camada inferior seriam depositados restos de plásticos recolhidos e numa camada superior, seriam incluídos restos de pneus e plásticos termo-endurecidos.

Medida proposta 3.:

Implementar e promover a utilização de biodigestores dos dejectos das explorações agro-pecuárias, sob a forma de cooperativas de produção de biogás e biofertilizantes.