Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Escola Profissional de Aveiro

Exposição de motivos

A temática das alterações climáticas é de capital importância e pertinência para os nossos alunos, não apenas por uma questão de participação cívica responsável, como também pela urgência na sensibilização e ações concretas para minimizar os seus efeitos. As alterações climáticas, se bem que sejam um fenómeno conjuntural e de evolução lenta, tem-se manifestado, nas últimas décadas, um tema com maior visibilidade e atualidade. Nesse sentido, as coberturas mediáticas de fenómenos e catástrofes naturais e, bem assim, o contributo cívico de diversas personalidades públicas, tem-no colocado na ordem do dia e acentuado a urgência de ações concertadas. Assim, e sem desejar aprofundar tecnicamente este tema, importa nesta introdução referir que a crescente emissão de poluentes, como os gases com efeito de estufa, a desflorestação e o crescimento desordenado de construções na orla costeira têm contribuído para a desregulação da relação entre Homem e Natureza e tornado mais impactantes os efeitos dessa convivência desequilibrada. Por outro lado, as consequências negativas crescentes e a mediatização que as novas tecnologias de informação e comunicação têm, nos últimos anos, proporcionado impõem a reflexão e levam à tomada de consciência da necessidade imperiosa da preservação ambiental. A Natureza não é mais capaz de se regenerar ao ritmo alucinante da modernidade e a procura de soluções sustentáveis a médio e longo prazo são, hoje, vistas como o único caminho capaz de restabelecer a harmonia entre o Homem e a natureza, que o sustém e da qual, inevitavelmente, depende. É, pois, nesse sentido, que a Escola Profissional de Aveiro procura desenvolver os seus alunos, apostando numa perspetiva de trabalho integral e que esta edição do Parlamento dos Jovens veio reforçar. A sensibilização e ação locais são, por via do esclarecimento e do altruísmo, ferramentas para a mudança global e para a manutenção da sustentabilidade ambiental e da preservação do planeta.

Medida proposta 1.:

Redução efetiva utilização de plásticos; A redução efetiva de plásticos em todas as transações económicas por forma a evitar a emissão de gases poluentes com grande impacto nas aguas correntes e marítimas, contribuir para a diminuição radical das energias fosseis e, também, diminuir a reciclagem e reutilização de materiais que continuam o processo de poluição;

Medida proposta 2.:

Elaborar uma biografia dos alimentos naturais e artificiais para melhor decisão do consumidor; A elaboração de uma biografia tem como objetivo elucidar o consumidor sobre a origem do produto, o seu processo de transformação, conservação, o consumo de agua e o respeito pela pegada ecológica em duas dimensões, a saúde e o ambiente;

Medida proposta 3.:

Implementação de filtros em todas as atividades de transformação de produtos, orgânicos e não orgânicos; Por forma a evitar a poluição atmosférica com partículas facilmente inaláveis que geram doenças respiratórias, que se depõem e entranham nos solos, contaminando os veios freáticos, entrando desta forma no nosso ciclo de vida.