Parlamento dos Jovens - Secundário


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Escola Secundária de Ermesinde, Valongo

Exposição de motivos

O efeito de estufa da atmosfera está a ser agravado pelo aumento da concentração de alguns gases que são capazes de absorver radiações na zona dos infravermelhos. O que mais está a aumentar é o dióxido de carbono, resultante da combustão dos combustíveis fósseis para obter energia elétrica, cinética e térmica. A consequência deste aumento é o aumento da energia na atmosfera e alterações climáticas que põem em causa as condições de vida dos animais e plantas. Por isso, devemos deixar de usar combustíveis fósseis e passar a usar mais outras fontes de energia, como a solar. Uma das maiores dificuldades é o armazenamento da energia produzida a partir da radiação solar. Também se torna necessário regular a quantidade de dióxido de carbono na atmosfera, gerindo corretamente a floresta: substituir espécies inadequadas por espécies originais, impedir a destruição de grandes manchas verdes e limpar a floresta para evitar incêndios. Verifica-se que um grande problema é a incapacidade de alguns proprietários, por desconhecimento ou falta de recursos, para gerirem corretamente as suas propriedades. Em terceiro lugar, considera-se necessário adotar novos hábitos de consumo. Para consumirmos responsavelmente, os nossos padrões alimentares têm de ser corrigidos, uma vez que começa a saber-se que a produção de certos alimentos consome muita energia e muita água, o que não é sustentável. Nomeadamente, é uma oportunidade para educar e aconselhar os consumidores. Por exemplo, boas explorações piscícolas podem fornecer alimento de forma mais sustentável do que as explorações de bovinos.

Medida proposta 1.:

Favorecimento da investigação científica para o desenvolvimento das baterias, como prioridade nacional, para possibilitar a substituição dos motores de combustão nos meios de transporte; favorecimento da instalação de conversores de energia solar, nomeadamente nos edifícios públicos e em bairros, com políticas eficazes de redução de custos.

Medida proposta 2.:

Criação de programas de limpeza e vigilância florestal, empregando especialistas e assistentes, e recorrendo à fórmula do serviço cívico prestado por pessoas que foram penalizadas por comportamentos antissociais; e oferta de apoio técnico ou financeiro, troca de propriedades e outras alternativas para reordenar a floresta.

Medida proposta 3.:

Fomento da exploração da zona marítima portuguesa no setor da aquacultura, adoção de políticas para o desenvolvimento do setor da transformação do pescado e de programas de educação e aconselhamento para a correção de hábitos de consumo alimentar.