Parlamento dos Jovens - Básico


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Escola Básica e Secundária do Cerco, Porto

Exposição de motivos

Segundo Peter Thomson, “todos precisam de reconhecer que os oceanos foram prejudicados pela atividade humana e devemos fazer algo para reverter esta destruição”. Na verdade, os oceanos e a vida marinha estão ameaçados por causa da superexploração dos ecossistemas marinhos, da gestão inadequada do lixo e do esgoto e de produtos altamente poluentes que são lançados diariamente ao mar. Atualmente, cerca de 40% dos oceanos são considerados densamente afetados por ações do homem. Sendo assim, é necessário reverter esta situação problemática, por intermédio de medidas legislativas eficazes, que procurem interligar a vida humana e os Oceanos, porque o mar fornece grande parte do oxigénio disponível da Terra e, indiretamente, da água doce. Regula o clima da Terra e afeta a saúde humana. Do mar obtemos alimento, medicamentos e recursos. Todos somos responsáveis por proteger o Oceano, na medida em que ele sustenta a vida na Terra e o ser humano tem de viver de forma a contribuir para essa sustentabilidade. Ações individuais e coletivas são necessárias para gerir de modo eficaz os recursos do Oceano, para que cheguem a todos, nomeadamente, através de acções legislativas com o contributo de jovens estudantes.

Medida proposta 1.:

1. Substituir os sacos de plástico por sacos em pano ou papel reciclado.

Medida proposta 2.:

2. Investir mais na investigação tecnológica e biológica de fungos que destroem os plásticos.

Medida proposta 3.:

3. Aumentar o período de defeso para a pesca da sardinha e de outras espécies em vias de extinção.