Parlamento dos Jovens - Básico


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Escola Básica de Abrigada, Alenquer

Exposição de motivos

Uma das políticas que deve ser aplicada de imediato para salvar os oceanos é proibir a venda, produção e importação balões, inibindo a população na sua generalidade na utilização deste objeto de plástico sem utilidade, não reciclável que acaba muitas vezes no oceano. Além dos balões devem ainda ser banidos todos e quaisquer utensílios alimentares de plástico descartável, como é o caso dos copos, talheres, pratos e palhinhas, estes utensílios dificilmente são encaminhados para os centros de reciclagem, caso tal acontece-se provavelmente seriam reencaminhados para o aterro, pois a sujidade que os envolve é tal que torna a sua reciclagem inviável. É essencial que existam quotas de pescado exigentes e quem não as cumpra deve ser punido severamente, contudo não se deve impedir que a pesca seja um negócio lucrativo, por isso deve-se incentivar à pesca de outras espécies atualmente, menos comercializadas, sendo que estas espécies podem ser divulgadas entre a população em geral através de festivais dedicados às mesmas. Todo o pescado capturado em águas portuguesas deve ter essa informação de forma clara e visível junto do consumidor, para que o consumidor possa preferir o pescado de origem local, tendo a certeza que este é mais fresco e que não foi congelado, ao contrário daquele que viajou muitos quilómetros para chegar ao supermercado. Uma das medidas que nós escolhemos é realizar, semanalmente, inspeções aos navios petroleiros para que não haja derrames de petróleo nos oceanos, uma vez que muitos seres vivos marinhos acabam por ingerir o petróleo devido à contaminação dos oceanos, levando a algumas extinções de espécies marinhas e muitos seres vivos marinhos perdendo a suas vidas. Assim pretendemos que não hajam derrames de petróleo para assegurar a vida de muitas espécies marinhas, tentando ao máximo salvas milhões de vidas.

Medida proposta 1.:

Proibir o fabrico e importação de plástico de uso único.

Medida proposta 2.:

Diminuir as quotas de pescas e punir quem as não cumprir.

Medida proposta 3.:

Fazer inspeções regulares aos navios que transportam petróleo.