Parlamento dos Jovens - Básico


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Escola Básica de Lousada Este, Lousada

Exposição de motivos

Assim que os alunos da nossa escola tomaram conhecimento da temática do projeto para o ensino básico - Alterações Climáticas – Salvar os Oceanos, desde logo encetaram diversas iniciativas com vista a promoverem pesquisas, debates e reflexões sobre a temática lançada, dada a atualidade, pertinência e carácter urgente da mesma. Enquanto cidadãos preocupados com o planeta, com o seu país, a sua localidade, o meio ambiente e o bem-estar de todos, procuraram delinear estratégias e propor medidas com vista a salvar os oceanos e diminuir o impacto das alterações climáticas. A imensidão e a beleza dos oceanos está bem patente nas imagens do cartaz publicitário do projeto, o mar azul, praias com areias finas e brancas, a diversidade de animais marinhos, a riqueza dos corais. Os oceanos perfazem dois terços da superfície da Terra e são essenciais para regular o equilíbrio no planeta. Albergam o ecossistema mais diversificado do mundo. Contudo, este está ameaçado pela atividade humana como resultado do escoamento para os oceanos, da pesca excessiva e das alterações climáticas. O meio ambiente marinho encontra-se cada vez mais ameaçado. Hoje, restam poucas áreas que ainda não sofreram algum tipo de interferência poluidora por parte do homem. O impacto significativo da atividade humana no ambiente marítimo é a poluição. Mais de cinco trilhões de peças de plástico flutuam no oceano, matando inúmeros animais marinhos anualmente. Os plásticos que habitam e poluem os oceanos contribuem para destruir os habitats, emaranham e matam, anualmente, dezenas de milhares de espécies marinhas. O oceano e os seus habitantes vão ser afetados de maneira irreversível pelos impactos do aquecimento global e das alterações climáticas. Espécies inteiras de animais marítimos e de peixes estão em risco devido à subida das temperaturas – simplesmente não podem sobreviver nas novas condições. Aos efeitos da atividade pesqueira não sustentável acrescentam-se outros fatores nocivos: os dejetos químicos lançados no mar, a destruição dos espaços costeiros, a falta de legislação sobre o transporte de substâncias perigosas, as mudanças climáticas. Neste sentido, urge sensibilizar os nossos jovens e a população em geral a desenvolverem situações que promovam a proteção do meio ambiente e reduzir os efeitos das alterações climáticas nos oceanos. Devemos explorar e desfrutar dos oceanos sem interferir com a vida selvagem. Sensibilizemos os outros para a necessidade de respeitar a vida marinha ou participar em ações de limpeza de rios e/ou das praias da nossa zona. É preciso juntar forças para promover mudanças significativas no meio ambiente. Toda a vida na Terra está ligada aos oceanos e àqueles que os habitam. Quanto mais aprendermos sobre os desafios que enfrenta este sistema vital, mais nos empenharemos na defesa da sua sustentabilidade, por isso devemos partilhar o conhecimento para educar e inspirar outros. Daí o nosso projeto de recomendação.

Medida proposta 1.:

Combater a poluição, diminuindo o uso de plásticos e promovendo a reciclagem.

Medida proposta 2.:

Cuidar da limpeza dos nossos rios e praias.

Medida proposta 3.:

Evitar o consumo de espécies marítimas sobre exploradas e eliminar técnicas pesqueiras destrutivas.