Parlamento dos Jovens - Básico


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Escola Básica da Benedita, Alcobaça

Exposição de motivos

A questão é muito complexa, mas todos nós devemos e podemos fazer a nossa parte tomando medidas e alertando a população mundial para a diminuição do consumo de petróleo e plástico no nosso dia-a-dia. Considerando todo o plástico que o mar nos tem “devolvido”, provando que desde a sua criação o Homem não o conseguiu destruir, pensamos ser urgente tomar medidas mais eficazes para sermos motivados a mudar o nosso estilo de vida. Os europeus geram, anualmente, 25 milhões de toneladas de resíduos de plástico, das quais menos de 30% são recolhidas para reciclagem. Os plásticos constituem 85% do lixo encontrado nas praias de todo o mundo. Os plásticos chegam, inclusivamente, aos pulmões e à mesa de jantar dos cidadãos, sob a forma de microplásticos, que pairam no ar e se encontram na água e nos alimentos, sendo desconhecidas as suas implicações para a saúde. Devemos utilizar materiais que possam ser reutilizáveis, como os sacos de pano, que podem ainda ser feitos a partir de tecidos já usados, também assim reciclando. Propomos que se evitem os sacos de papel, uma vez que para o seu fabrico é necessária pasta de papel, proveniente de eucaliptos, que ardem com facilidade, prejudicando a nossa floresta. No nosso dia-a-dia quando não separarmos o plástico para reciclagem, permitimos que ele chegue aos cursos de água e aos oceanos, onde se vai fragmentar em pequenas partículas, que poderão chegar até nós quando nos alimentamos de peixe. Os microplásticos, resultantes da fragmentação de plásticos maiores, mas também usados, de forma quase imperceptível na produção de alguns produtos que usamos diariamente, são extremamente prejudiciais e quando são eliminados vão contaminar a água que consumimos, o ar que respiramos e entrar na cadeia alimentar. O petróleo, desde a sua extração até à sua utilização, é muito prejudicial ao ambiente. Tendo em conta que cerca de 37% da produção de energia do mundo, provém do petróleo, o seu contributo para o aumento de gases com efeito de estufa, como o óxido nitroso, o dióxido de carbono e o metano é enorme.

Medida proposta 1.:

Proibir o uso de sacos de plástico, evitar os sacos de papel, que provêm, na sua maioria, de pasta de papel, obtida a partir dos eucaliptos e fomentar o uso de sacos de pano, que são reutilizáveis, baixando o seu custo.

Medida proposta 2.:

Proibir a total utilização de microplásticos em produtos e processos industriais (ex.: indústria cosmética, campos de relva sintética, sistemas de limpeza industrial, etc.) e minimizar a introdução de microplásticos no meio aquático através do aumento da eficiência de remoção dos mesmos em ETAR;

Medida proposta 3.:

Reduzir a produção de plástico e a extração de petróleo.