Parlamento dos Jovens - Básico


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Escola Básica de Sobreira, Paredes

Exposição de motivos

Os oceanos são muito importantes no equilíbrio da vida na Terra, ocupando cerca de 70% da sua superfície. É o habitat de inúmeras espécies e deles depende a vida de muitos outros, incluindo a da espécie humana. São fonte de alimento, canais de comunicação, local de lazer, mas têm sobretudo uma grande importância na produção de oxigénio, na temperatura do globo terrestre, no clima, … De toda a água existente no planeta, 97% encontra-se nos oceanos. Há muitos motivos para preservar os oceanos e também muito a fazer por eles. A poluição das águas por resíduos e lixo é apenas um dos males que afetam a qualidade da água e a vida marinha. As propostas apresentadas giram em torno deste problema. A primeira proposta visa prevenir o derrame de substâncias nocivas e poluentes. Há uma grande parte do comércio mundial que é feito através da via marítima. Por demasiadas vezes, os navios lavam os depósitos de combustível em alto mar. É por esta via que muito do petróleo comercializado é transportado e a lavagem de depósitos ou incidentes, causam o derrame desta substância. Há ainda outros produtos em fim de vida, detritos e lixos radioactivos, que podem poluir as águas se houver derrames. Os acidentes ou incidentes com os transportes marítimos afetam aves marinhas e peixes, entram na cadeia alimentar, poluem praias e prejudicam atividades como a pesca. Esta primeira medida pretende que a polícia marítima tenha uma ação de fiscalização mais apertada e possa tomar medidas mais eficazes para prevenir que situações como as descritas ocorram. Em alguns locais do mundo, há ondas que parecem de plástico e praias que têm tanto lixo que não se consegue ver a areia. O plástico serve para todo o tipo de embalagem, é barato, apenas uma parte é separado e reciclado e uma grande parte acaba no mar. A apresentação da segunda medida baseia-se no facto de que o consumo de qualquer bem pode ser regulado pelo impacto do seu custo no orçamento de cada um. Se o preço dos plásticos for aumentado, nem que seja com impostos que penalizem o seu uso, o custo final dos produtos também subirá e os consumidores terão tendência a reduzir o seu uso. Por fim, se todos tiverem a preocupação de separar os resíduos, muitos poderão ser reciclados e ser reintroduzidos sob a forma de novos produtos. Poupam-se recursos e diminui-se o lixo que acaba nos oceanos. Alguns municípios já têm em desenvolvimento estratégias inovadoras para incentivar estas práticas.É necessário que a mensagem e a prática passe a ser uma opção nacional.

Medida proposta 1.:

1. Mais atenção por parte da polícia marítima com os navios petroleiros e cargueiros, prevenindo a lavagem dos tanques no mar e proibição da circulação de substâncias perigosas nos navios.

Medida proposta 2.:

2. Subida do preço dos plásticos.

Medida proposta 3.:

3. Aumento da separação dos resíduos e reciclagem.