Parlamento dos Jovens - Básico


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

EB1,2/JI António José de Ávila

Exposição de motivos

Vivendo numa ilha, estamos muito sujeitos a que lixo originário de outros países e oceanos, venha ter às nossas zonas costeiras, poluindo a ilha. Além desse fator, muitas pessoas continuam a desvalorizar o problema da proteção ambiental, não entendendo que as alterações climáticas resultam não só de processos internos ao sistema Terra-Atmosfera, ou a forças externas, como por exemplo variações da atividade solar, mas também às ações de descuido humano, como a eliminação dos resíduos, quer domésticos, quer industriais. Temos como objetivo sensibilizar a população e alertar para a necessidade de reduzir o uso de plásticos, fazer a separação seletiva de lixo, não deitar lixo ao mar, nem atirá-lo para as ribeiras, através de Campanhas com oradores e com distribuição de panfletos informativos, para que, em conjunto, possamos ainda ir a tempo de salvar o Planeta de um final que se vislumbra desolador. Tratemos o Planeta como se fosse a nossa casa.

Medida proposta 1.:

Realizar Campanhas de sensibilização junto das pessoas, para que não deitem lixo ao mar. A sensibilização poderá iniciar-se na escola, juntando um grupo de professores e de alunos, para fazer uma limpeza à Praia do Porto Pim.

Medida proposta 2.:

Sensibilizar para a redução do número de artigos de plástico descartáveis, realizando campanhas de sensibilização para que as pessoas adquiram o hábito de reciclar e nunca atirar para o mar e organizar palestras com investigadores que estudam os efeitos da poluição e das alterações climáticas que daí surgem. Porque os plásticos são o lixo que existe em maior quantidade, causando graves problemas ambientais, interferindo com a vida animal marinha e com os seres humanos.

Medida proposta 3.:

Não deitar lixo para as ribeiras.