Parlamento dos Jovens - Básico


Edição 2018 (2018/2019)

Escola

Escola Cooperativa de Vale - S. Cosme

Exposição de motivos

“Por um oceano mais PURO” Desde a origem da vida humana, os oceanos desempenham um papel imprescindível, não somente para o homem, mas para todo o planeta. Temos como exemplo o facto de a sua existência ter sido um dos fatores que permitiram que a vida se originasse na terra há cerca de 4,5 bilhões de anos. A partir daí, os oceanos foram cada vez mais fazendo-se presentes e necessários nas nossas vidas, quase que impercetivelmente. Nas ultimas décadas o mar tem sido usado como a maior lixeira da Terra. Embora sejam imensos, os oceanos não podem continuar eternamente a absorver desperdícios. O Homem é responsável por 70% da poluição marinha. Os oceanos constituem o recetor final da maior parte das substâncias poluidoras, através dos cursos de água, das águas de escorrência, da imersão intencional de resíduos e até de acidentes de navegação. Recebem ainda imensas quantidades de detritos provenientes da erosão dos continentes e do seu litoral. No entanto, o derrame incessante de águas residuais provenientes de zonas urbanas e despejos industriais transformam as águas dos oceanos num meio muito favorável à sobrevivência de bactérias patogénicas. Enormes quantidades de imundícies provenientes de canos de esgoto, lixos industriais, petróleo, plásticos e resíduos radioativos são despejados no mar todos os anos. Podem matar ou danificar animais e plantas marinhos e destruir ecossistemas frágeis. Podem também ser nocivos para as pessoas. Não é por acaso, que as zonas marítimas mais poluídas a nível mundial se localizam nas imediações dos países mais industrializados. Isto acontece, não só, pela descarga de esgotos fluviais e industriais, mas também pelo elevado tráfego marítimo que se faz sentir nos seus portos. 1. Foram organizados debates nas várias turmas, integrados nas aulas de Ciências Naturais. Houve numa das turmas a presença de um vereador da Câmara Municipal e foram convidados os alunos de uma turma do oitavo ano cujo DAC é sobre Educação Ambiental. O número aproximado de participantes de cada debate foi de cerca de 26 alunos e no que referi em último lugar foi de trinta e nove alunos. 2.Não foram ainda realizadas mais nenhumas iniciativas, mas a apresentação do produto final da DAC da turma de oitavo ano vai incluir a participação da turma de nono ano que como referi no ponto anterior. 3.Sobre aa regras do programa não houve qualquer sugestão, mas para temas a serem debatidos no próximo ano, foram sugeridos os seguintes: 1.Sexualidade/ Adolescência/ Escola/ / Educação: realidade ou ficção? 2-Liberdade de escolha de escola- economia ou ideologia?

Medida proposta 1.:

1. Aplicar benefícios fiscais a empresas que conseguirem eliminar o plástico da sua produção num prazo de cinco anos e aplicar coimas a quem não o fizer findo esse prazo.

Medida proposta 2.:

2. Obrigar os municípios a ter saneamento em todas as ruas, num curto prazo e os que já o tiverem em pelo menos 85%, receberem benefícios fiscais como incentivo.

Medida proposta 3.:

3. Apoiar as organizações que trabalham para proteger os oceanos, com campanhas de sensibilização, procurando consciencializar os jovens na escola (com debates sobre o tema) para a necessidade de pensar de forma responsável e consciente nos Oceanos.